sábado, 25 de dezembro de 2010

Primeira imagem

"Memórias" de Rómulo de Carvalho: um livro que acaba de ser lançado.
Há muito aguardado, finalmente apareceu á luz do dia, pela mão da Fundação Gulbenkian.
O JL antecipa a publicação de expressivos excertos, que muito me surpreenderam.
"Nunca tive vocação nem jeito para viver, inclinação elementar que qualquer ser, mesmo sem ser humano, possui por natureza" - diz a dado passo. E, mais adiante, "O mundo é repugnante e a vida não tem sentido. É uma luta permanente e feroz em que cada um busca a satisfação dos seus interesses exactamente como outros quaisquer seres vivos, animais ou plantas, que se espreitam e atacam.(...)A todos os que me estimaram e, no extremo, me amaram, um longo adeus com os olhos tristes. Muito em particular para os mais ´~intimos. (...)
E é tudo.
Chamo-me
Rómulo e nasci no dia 24 de Novembro de 1906 com sete meses de gestação. Faleci em 19de Fevereiro de 1997.
Adeus."


Estupefacto!
Nunca pensei que o autor de poemas tão belos como a "Pedra filosofal" tivesse tido, em determinada fase da sua vida, sentimentos tão tristes.
Quero lê-lo sem perder a primeira e bela imagem do poeta que perdura na minha mente.

6 comentários:

  1. Lembro-me em criança de meu pai falar com admiração do Rómulo e orgulho de ter sido seu aluno...um génio sem dúvida.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Simplesmente como tu fiquei estupefacta. Um livro a ler sem dúvida.
    Obrigada pela visita ao meu espaço e sê bem vindo!

    ResponderEliminar
  3. ... ainda não comprei! Li sobre o livro, vi belíssimas referências! Uma delas ser da chancela da Fundação Gulbenkian!

    Sabia (por estudos) que o homem, Rómulo de Carvalho, tinha uma vivência algo diferente daquela que passava via poesia (pelo menos a mais divulgada).
    Um homem de ciência que buscava na poesia uma fuga...

    Retribuo com muita amizade seus votos que me sensibilizaram! Para mim, é também uma alegria tê-lo conhecido como leitor...
    Feliz Ano 2011!

    Um beijo,
    (saúde, serenidade, momentos culturais, estética emotiva)

    ResponderEliminar
  4. QUERO RETRIBUIR A AMÁVEL VISITA MANIFESTANDO O MEU CARINHO E APREÇO PELAS SUAS PALAVRAS.

    ATÉ OS GRANDES HOMENS SOFREM , CHORAM E DEPRIMEM-SE ...E ATÉ TÊM OS SEUS MOMENTOS DE LOUCURA...POSSIVELMENTE HAVERÁ UMA EXPLICAÇÃO...MAS DEIXO ISSO A CARGO A QUEM DE DIREITO E OS ENTENDIDOS NESSES ASSUNTOS...

    UM LIVRO A PROCURAR NAS LIVRARIAS...

    ILUSTRE AMIGO, SE ME PERMITE EVOCAR A PALAVRA, AINDA QUE SEJA VIRTUAL...QUE OS DIAS VINDOUROS LHE SEJAM FAVORÁVEIS E QUE OS RAIOS DE SOL TORNEM OS SEUS DESAFIOS E PROJECTOS CONCRETOS E REAIS.

    UM BEIJO

    ResponderEliminar