sábado, 28 de janeiro de 2012

O caderno de duas linhas

16 de Dezembro de 2011:

Cerimónia do 38º aniversário da universidade de Aveiro. A instituição distinguiu, com o doutoramento honoris causa, Alcino Soutinho, Álvaro Sisa Vieira e Eduardo Souto de Moura, autores de três edifícios – Biblioteca e Depósito de Água, departamento de Geociências, departamento de Química e de Engenharia e do Vidro -, autêntico museu a céu aberto. Universidade e arquitectura no bom caminho!

*
24 de Janeiro de 2012

Duas linhas:

1. Paula Rego está em Paris. Inaugurará, na próxima quinta-feira, a sua primeira exposição em França. Será a Fundação Calouste Gulbenkian a albergar trinta obras. A pintora lamenta não haver mais dinheiro para manter a Casa das Histórias, em Cascais, “como deve ser”.
=
2. Vasco Graça Moura substituiu, ontem, António Mega Ferreira (AMF), no lugar de Presidente do Conselho de administração da Fundação do CCB. O encontro estava previsto para as 10h00, mas AMF chegou antes da hora marcada e esperou pelo seu sucessor no hall de entrada. Sucessão com bastidores polémicos. O primeiro encontro entre os dois escritores aconteceu sem grandes euforias, mas também sem tensão” – relata a jornalista Cláudia Carvalho no Público.
Relembro que, uma bela manhã, na rádio, AMF, na qualidade de responsável máximo pelo CCB, disse que – cito de cor – “a Festa da Música (La Folle Journée) não poderia estender-se a Viseu, por questões económicas (… ) há serviço público que o Estado deve prestar, mas que não cabe nas funções do CCB”.
Na ocasião fiquei triste porque vivia a doce ilusão de que a Festa da Música se poderia repetir na provinciana cidade. Mais desolado fiquei, quando, mais tarde, se acabou mesmo com o evento no nosso país. E imaginem como não fiquei quando, mais tarde ainda, a colecção Berardo se instalou ali com custos tremendos …

Sem comentários:

Enviar um comentário