quinta-feira, 6 de abril de 2017

Aristides de Sousa Mendes

Cerimónia da entrega da Grã-Cruz da Ordem da Liberdade, 3deabril2017, Casa do Passal, Cabanas de Viriato.

Marcelo enalteceu o esforço que está a ser feito ... para salvar o edifício, e desta forma, a memória de uma vida, da ruína.
Uma casa que será transformada no futuro Museu ... numa terra que é guardiã de uma memória singular que a enobrece em Portugal e no mundo.
Homenagem de imperativo categórico.
Foi preciso esperar pela democracia em Portugal, ver uma nação que não a nossa - a judaica - a homenageá-lo pelas vidas salvas,  reabrir o arquivo da história, redescobrir e recontar a existência deste homem.
"Que fique bem claro, para aqueles que durante tempo demais apregoaram que ASM era um homem de esquerda, fechado em fraternidades limitadas, insubordinado... punido disciplinar e civicamente com ostracismo, que aqui está um Presidente da República vindo do Centro Direita ... prof. de direito e portanto cultor das regras e das hierarquias, mas acima delas pelo primado dos valores fundamentais, a condecorar o ostracizado e vilipendiado do passado, agradecer-lhe o que fez por Portugal na pessoa de milhares e milhares de não portugueses..."
 

Sem comentários:

Enviar um comentário